fbpx
Segurança

Veja quem são as vítimas da queda de paredão em Capitólio (MG)

Ouça a matéria

O Corpo de Bombeiros confirmou, neste domingo (09), 10 mortes causadas pelo desabamento de pedras em Capitólio (MG). As vítimas estavam na mesma lancha que tinha o nome de “Jesus”, segundo o delegado regional da Polícia Civil, Marcos Pimenta.

Eles estavam hospedados em um rancho em São José da Barra (MG) e eram familiares e amigos uns dos outros. O dono da pousada era proprietário da lancha e também parente das vítimas. O piloto era funcionário dele, de acordo com informações da polícia.

A primeira vítima foi identificada oficialmente na manhã deste domingo. O delegado informou que já há informações sobre as outras pessoas que morreram, mas a polícia aguarda a resposta dos laudos e dos testes de DNA para ter a comprovação oficial da identificação.

Veja abaixo quem são as vítimas da tragédia em Capitólio:

  • Julio Borges Antunes, 68 anos, natural de Alpinópolis (MG)
Saiba quem são as vítimas do desabamento de pedras em Capitólio, MG  — Foto: Redes sociais
Foto: Redes sociais

Vítimas que ainda aguardam identificação oficial:

  • Homem de 40 anos, natural de Betim (MG) – piloto da lancha
  • Mulher de 43 anos, natural de Cajamar (SP)
  • Jovem de 18 anos, natural de Paulínia (SP)
  • Homem de 67 anos, natural de Anhumas (SP)
  • Mulher de 57 anos, natural de Itaú de Minas (MG)
  • Jovem 24 anos, natural de Campinas (SP)
  • Homem de 35 anos, natural de Passos (MG)
  • Jovem de 14 anos, natural de Alfenas (MG)
  • Homem de 37 anos, natural de Itaú de Minas (MG)

Ainda não se sabe o que provocou o acidente. Além da Polícia Civil, a Marinha informou que um inquérito será instaurado para apurar as causas do deslizamento de pedras no Lago de Furnas.

Segundo balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros na manhã deste domingo, 50 militares estiveram empenhados na operação de busca, entre bombeiros militares e militares da Marinha do Brasil; 11 mergulhadores dos bombeiros empenhados, especialistas nesse tipo de operação e já familiarizados com a área de busca; 4 lanchas e 3 motos aquáticas da Marinha e dos bombeiros lançadas no local de busca já delimitado, além do apoio de 7 viaturas.

Veja o que se sabe até agora:

  • O deslizamento ocorreu por volta de 12h30. Ainda não se sabe o que causou o acidente
  • Quatro embarcações foram atingidas, segundo os bombeiros
  • Dez pessoas morreram. Ao menos 2 seguem internadas
  • Uma equipe de mergulhadores está no local e não há previsão de término das buscas (elas foram suspensas durante a noite e foram retomadas no domingo)
  • 27 pessoas foram atendidas e liberadas
  • A primeira informação dos bombeiros dava conta de 20 desaparecidos, mas o número foi atualizado para 3 logo depois
  • Bombeiros e Polícia Civil estão no local; a Marinha foi acionada e vai investigar a causa
  • Defesa Civil havia emitido um alerta sobre chuvas intensas na região com possibilidade de “cabeça d’água”; Marinha também investiga por que os passeios foram mantidos.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo