Saúde

Vacinação contra a Covid-19 deve iniciar ainda em Janeiro, em Guaratuba

Ouça a matéria

A Prefeitura de Guaratuba comunicou nesta terça-feira (12), que deve iniciar a vacinação contra a Covid-19 ainda em janeiro. O município se prepara desde o ano passado para receber, armazenar, e imunizar sua população. A vacinação deve seguir as ações do governo do Estado e o Plano Nacional de Operacionalização.

Também já realiza planejamento das ações para imunização de grupos de riscos de forma rápida e evitando aglomeração, utilizando as experiências de vacinações anteriores, como a da gripe, que foi realizada no formato drive thru e também a domicílio para os idosos. 

O secretário Municipal da Saúde, Gabriel Modesto lembra que o cronograma de distribuição de vacina está atrelado ao volume de doses que o município irá receber. “Nós estamos preparados para todos cenários, criamos uma comissão especial para definir como será a logística de distribuição a cada novo lote recebido, tal como ocorreu na vacina da gripe, que foi um sucesso”, ressalta.

O secretário da Saúde alerta que é importante a população estar atenta aos informes de vacinação repassados pelos veículos de comunicação. “Iremos trabalhar com total transparência e em parceria com governo Estadual e Federal para garantir que todos os grupos prioritários recebem a vacina”, conclui.

Grupos prioritários

Os grupos prioritários do Plano Nacional são na 1ª fase os trabalhadores da área da saúde, pessoas acima de 75 anos, pessoas acima de 60 anos que moram instituições como asilos, indígenas e comunidades tradicionais. Já na 2ª fase serão vacinadas pessoas de 60 a 74 anos e na 3ª fase pessoas que possuem comorbidades. Cada pessoa receberá 2 doses da vacina. 

O Governador Ratinho Junior garantiu também que está com a logística pronta para os imunizantes chegarem nos municípios rapidamente, além de possuir os suprimentos necessários como agulhas e seringas. O governador disse que o Paraná está se colocando à disposição para inclusive ajudar outros estados. 

Na segunda-feira (11), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, reafirmou que todos os estados receberão as doses ao mesmo tempo, garantindo a imunização gratuita para todos. 

Segundo o ministro, o início da distribuição das doses acontecerá em até cinco dias após a aprovação dos imunizantes pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As vacinas serão enviadas aos estados por via aérea e terrestre, que serão encarregados de distribuir aos municípios. 

“A previsão inicial é começar a vacinar os brasileiros no próximo dia 20. Trabalhamos com três prazos. O mais dilatado é de 10 de fevereiro até o início de março”, destacou o ministro.

Desde sexta-feira (8), a Anvisa analisa os pedidos de uso emergencial (para grupos específicos) do Butantan, com a CoronaVac, e da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), com a vacina Oxford/AstraZeneca. O prazo previsto para aprovação é de 10 dias. 

Via
Prefeitura de Guaratuba

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar