Litoral

Trabalho portuário envolve cerca de 4 mil pessoas todos os dias no Paraná

Ouça a matéria

Neste 1º de maio, Dia do Trabalhador, a empresa Portos do Paraná destaca a importância do trabalho portuário para a manutenção de diversas atividades econômicas no Estado, direta ou indiretamente. Em média, são quase 4 mil pessoas que trabalham diariamente nos portos paranaenses.

O diretor da empresa, Luiz Fernando Garcia, ressalta o esforço dos trabalhadores dos portos de Paranaguá e Antonina em seguir atuando durante a pandemia, o que garante o funcionamento dos terminais e ajuda a manter emprego e renda em toda a cadeia logística.

“É um dia especial para comemorar e agradecer ao trabalhador portuário, mas também ao ferroviário, o rodoviário, os trabalhadores das indústrias e do setor de armazenagem, que contribuem muito para a economia paranaense e brasileira”, afirma Garcia.

Ele destaca ainda que a continuidade dos serviços portuários evita o agravamento da crise no País. “São trabalhadores essenciais para garantir o abastecimento das redes de hospitais, mercados e estabelecimentos de comércio e serviços”, diz Garcia.

TRABALHADORES – Nos 4 mil trabalhadores que passam todos os dias na estrutura portuária estão incluídos 544 colaboradores da Portos do Paraná, contando 22 estagiários. Além disso, são sete as empresas terceirizadas, que, juntas, têm um total de mais 209 colaboradores trabalhando para os portos paranaenses. O número também inclui os operadores portuários, dos terminais, motoristas, prestadores de serviços e trabalhadores portuários avulsos (TPAs).

O Ministério da Economia estima que a atividade portuária seja responsável por cerca de 9 mil empregos na região. Somando caminhoneiros, trabalhadores do Transporte Coletivo Rodoviário e Ferroviário de passageiros, trabalhadores de Transporte Aéreo e trabalhadores Portuários, em todo o Estado, são pelo menos 51.637 trabalhadores.

Os dados são do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC), Relação Anual de Informações (RAIS), de 2019, e Base da Anptrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos), de 2019.

Além de movimentar outros setores do transporte, em águas, estradas ou ferrovias, a atividade dos portos paranaenses dá vazão ao esforço dos trabalhadores do campo, da indústria e de muitas outras áreas da economia do Estado e do País. “A conta ficaria ainda maior se somarmos os trabalhadores do setor produtivo, que também giram em torno dos portos. É muito trabalhador que merece, hoje e sempre, a nossa homenagem”, afirma Luiz Fernando Garcia.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo