Política

Tecnologia 5G está prevista em todo o Brasil até julho de 2022

Ouça a matéria

A chegada da tecnologia 5G á é uma realidade inevitável, mas ainda não existe muita discussão na sociedade sobre quais serão as transformações que estarão implicadas com a chegada desse novo complexo sistema de telecomunicações, e acredite, muda tudo. Com os leilões das frequências de internet para empresas estrangeiras, existe a previsão do novo sistema estar disponível nas 27 capitais brasileiras até julho de 2022. A nova modalidade, muito além de uma capacidade de transfêrencia de dados, siginifca uma verdadeira revolução tecnológica com a inserção da Inteligência Artificial em diversos âmbitos nas rotinas, sobretudo, das grandes cidades.

A tecnologia 5G pode ser entendida como uma baixa latência na troca de informações (tempo de resposta entre o envio e recebimento de dados) e ao alto fluxo de dados. a tecnologia 5G pode ser entendida como uma baixa latência na troca de informações (tempo de resposta entre o envio e recebimento de dados) e ao alto fluxo de dados. O leilão das radiofrequências que serão utilizadas pela nova geração de internet no Brasil estão reta final de avaliação pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Segundo o secretário de Telecomunicações, Artur Coimbra, cerca de 21 milhões de brasileiros utilizam antenas parabólicas para receber sinais de telecomunicação em casa – serviço que usa a mesma frequência de 3,5 GHz que será ofertada para exploração comercial no leilão do 5G.

A empresa responsável por arrematar a frequência terá, entre outras responsabilidades, que operacionalizar a instalação de filtros de sinal e, em determinados casos, a troca da antena e do equipamento de recepção da banda atual para a chamada banda Ku. A mudança será feita por meio de um kit especial que será custeado pela operadora da frequência.

arrematadora da faixa de 3,5 GHz também terá um compromisso de segurança nacional: viabilizar uma rede privativa de comunicação para o governo federal que tenha requisitos de segurança ampliados e que seja altamente confiável. 

Segundo o edital do leilão, duas contrapartidas deverão ser executadas para criar a rede segura de troca de dados do governo: uma malha de conexão de fibra óptica entre todos os órgãos da União e uma rede móvel exclusiva para o uso público. Todas as telecomunicações do governo, além de serviços de segurança, defesa civil e emergência, poderão usufruir do serviço, que será implementado inicialmente no Distrito Federal.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo