Geral

Segurança Pública do PR se reúne com comitiva do Pará para tratar do acidente na BR-376

Ouça a matéria

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública, está em tratativas com o Governo do Pará para alinhar questões referentes ao acidente ocorrido na manhã de segunda-feira (25), na BR-376, em Guaratuba (PR). Nesta terça-feira (26), a Secretaria recebe uma comitiva daquele estado composta por um médico, um perito, um bombeiro, um delegado de Polícia Civil e um major da Polícia Militar. Os profissionais devem chegar no início da tarde em Curitiba.

Todas as instituições vinculadas à Secretaria de Estado da Segurança Pública trabalham integradas para dar atendimento às vítimas e suporte para esclarecer o acidente com ônibus. “Estamos trabalhando com a Secretaria da Segurança do Pará para que a solução deste caso se dê o mais breve possível. Nosso esforço é total para diminuir o sofrimento das famílias neste momento de dor, gerada por esta grande tragédia”, afirma o secretário Romulo Marinho Soares.

POLÍCIA CIENTÍFICA – Quando um acidente desta magnitude ocorre, a Polícia Científica do Paraná aciona a Comissão Permanente de Identificação de Vítimas de Desastres (DVI), cuja presidente é a perita Viviane Paola Zibe e Piegel, para realizar o protocolo internacional de identificação das vítimas. Neste caso em particular, foram enviados sete peritos criminais para o local a fim de periciar tanto o acidente quanto atuar na preservação dos vestígios para auxiliar a identificação de todos os envolvidos.

“Nossa participação foi para recolher dados que vão subsidiar na identificação das vítimas”, disse Viviane. “A perícia verificou também as condições da pista e da sinalização naquele local e começou a reconstruir a dinâmica desta ocorrência”, completou o perito oficial e Coordenador das ações da Polícia Científica no Verão Consciente, Alex Tavares.

O Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba realizou todas as dezenove necropsias até o fim da tarde de segunda-feira. Até as 21 horas, quinze haviam sido identificados, todos por papiloscopia e, por respeito às famílias das vítimas, a Polícia Científica do Paraná vai fornecer a identidade dos óbitos aos familiares e ao Governo do Pará. “Conforme o protocolo de DVI, estamos entrando em contato com as famílias e alguns até já fizeram o reconhecimento de seus entes”, explica a Dra. Viviane.

POLÍCIA CIVIL – A Polícia Civil também está atuando nos trabalhos. De acordo com o delegado plantonista de Guaratuba, Cristiano Quintas, as investigações continuam e será instaurado um inquérito policial a cargo da Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba (Dedetran). “Foi determinada que a Dedetran fizesse o inquérito policial, até mesmo em razão dos corpos das vítimas estarem sendo removidos para o IML de Curitiba”, disse. 

O delegado ouviu o motorista do ônibus. “O motorista não apresentava sinais de embriaguez e relatou que teria detectado um problema nos freios, ao entrar em uma curva, mas não conseguiu entrar em nenhuma área de escape, bateu no guard rail, tombou e caiu em um desfiladeiro”, informou. Ainda segundo ele, serão ouvidas testemunhas e vítimas sobreviventes.

Fonte
aenpr

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar