fbpx
Curitiba e RMC

Incêndio destrói ônibus e máquinas de prefeitura da RMC; suspeita é de retaliação

Ouça a matéria

Na madrugada desta quinta-feira (02), um incêndio em um pátio da Prefeitura de Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba, destruiu 13 veículos da administração e gerou um prejuízo de aproximadamente R$ 7 milhões. A suspeita apontada pelo prefeito da cidade é de uma retaliação após uma operação de reintegração de posse que aconteceu em uma área de invasão na cidade.

Segundo o prefeito Claudio Casagrande (PSD) o caso ainda será investigado, mas pichações nas paredes do pátio e também relatos de dois suspeitos que teriam rendido os vigias apontam para a possibilidade de uma retaliação.

“Tivemos aqui uma retaliação que começou às 2h da manhã. Duas pessoas armadas, com rádios comunicadores, renderam nossos vigias e queimaram nossos veículos. Foram 13 ao todo, um prejuízo de mais de R$ 7 milhões. Eles picharam parede e, como retaliação ao confronto que terminou com uma pessoa morta, fizeram isso”, disse o prefeito em entrevista ao Bom Dia Paraná, da RPC, desta quinta-feira (02). “Não estamos acusando, mas a pichação e a declaração dos dois indivíduos aos nossos vigias indicam isso”, completou o prefeito.

Entre os veículos queimados estão três ônibus que eram utilizados no transporte de 89 crianças que precisam de atendimentos especiais na cidade. “São ônibus com elevadores que faziam o transporte de 89 crianças com necessidades especiais. Vamos ter um problema hoje e amanhã para fazer o atendimento a estas crianças”, disse o prefeito, que garantiu que as crianças serão levadas de outra forma às suas atividades até o final desta semana.

A ocorrência começou por volta das 2h e pouco depois a Polícia Militar e os Bombeiros já prestavam atendimento. “Cheguei aqui 15 minutos depois do vigia nos avisar. Fomos acionando as equipes para nos ajudar e conseguimos arrastar alguns caminhões e outros maquinários longe dos ônibus. Ainda bem que o dano não chegou a ser maior. Agora vamos precisar de ajuda de deputados, governo. R$ 7 milhões é um prejuízo enorme para uma cidade pequena”, disse.

A área está isolada e a Polícia Militar e Bombeiros foram ao local para prestar atendimento. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Foto: Reprodução RPC

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo