Internacional

Hospital divulga primeira equipe apenas de mulheres a fazer um transplante de fígado

Ouça a matéria

Na história da medicina, muitas mulheres que exercem a profissão já foram discriminadas e diminuídas dentro do ambiente de trabalho. E, recentemente, uma cirurgia de emergência promoveu um encontro histórico no Hospital El Cruce de Florencio Varela, localizado na Argentina.

“Entramos na sala de cirurgia, enquanto o profissional de cada especialidade é avisado. Quando a cirurgia começa, uma profissional da equipe de raios-X diz ‘somos todas mulheres’. Foi quando percebemos que, de fato, embora a equipe seja normalmente mista, neste caso éramos todas mulheres”, disse a anestesiologista María Eugenia Fernández para o portal Rádio Gráfica.

As nove mulheres são graduadas em universidade pública e a equipe cirúrgica foi chefiada pela Dr. Magalí Chahdi Beltrame, uma médica cirurgiã que trabalha no hospital há três anos. Além dela, as outras profissionais foram: María Luján Del Bueno (cirurgiã); Lourdes Mollard (cirurgiã); Cintia Noelia Ungini (instrumentadora cirúrgica); Camila Soledad Ramírez (instrumentadora cirúrgica); María Eugenia Fernández (anestesiologista); Claudia Lema (técnica de raios); Silvina Vagelli (técnica de anestesia) e María Julia de la Paz Alarcón (técnica de hemoterapia).

Juntas, essa se tornou a primeira equipe composta apenas por mulheres a realizar um transplante de fígado no mundo.“Estávamos investigando e o mais surpreendente é que nunca havia acontecido na Argentina uma equipe interdisciplinar composta inteiramente por mulheres”, explica Lourdes Mollard, em entrevista à Rádio Gráfica. “Nem descobrimos que houvesse relatos de tal evento em todo o mundo. Embora haja muitas mulheres a trabalhar nesta área, em geral são equipas mistas porque não existe essa proporção de mulheres nas especialidades”, concluiu ela.

As médicas também receberam uma homenagem da Ministra da Saúde, Carla Vizzotti. “Tudo custa mais ser mulher e ainda mais em áreas como a sua, típica do homem, quero dizer que mesmo em igualdade de condições não temos igualdade de oportunidades”, disse a ministra na ocasião.

Fonte
Marie Claire

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo