Segurança

Homem é esfaqueado pela sobrinha ao chegar em casa para almoçar

Ouça a matéria

Na tarde da última quinta-feira (12), ao ser abordada na rua pela vítima, uma equipe da Polícia Militar atendeu uma ocorrência de violência doméstica, segundo o Boletim de Ocorrência, um homem, não identificado, de aproximadamente 30 anos, foi esfaqueado pela mãe do seu filho, no Bairro Carvoeiro, em Guaratuba.

Segundo informações de familiares, a mulher, de aproximadamente 19 anos, além de ser mãe do filho do homem em questão, é também sua sobrinha. De acordo com os relatos, o mesmo foi esfaqueado no ombro após a sua chegada em casa para almoçar; familiares o encaminharam para o Pronto Socorro para ser socorrido.

Após a sua alta do Pronto Socorro, o homem direcionou-se novamente à sua residência, porém, a agressora não o deixava ingressar na mesma. Foi quando ele avistou uma viatura da Polícia Militar e resolveu denunciar a mãe do seu filho ao relatar o caso para os Policiais.

Ao ser abordada pela equipe policial, a mulher de 19 anos, declarou que o homem, era irmão da sua mãe e era pai do seu filho, de três anos, segundo relatos, a relação entre eles aconteceu quando ela tinha apenas 15 anos, a mesma afirma que há época ela passou por inúmeras situações de agressão e ameaças.

Ainda, conforme informações da mulher, na época que essas relações, agressões e ameaças aconteceram a menina foi acolhida pela Casa LAR de Guaratuba, pois, não havia condições dela conviver na mesma residência que o “pai do seu filho”.

Já a companheira, de 19 anos, declarou que o solicitante é seu tio (irmão da mãe) e pai de seu filho de 3 anos. Segundo ela, a relação aconteceu quando ela tinha 15 anos e ele 27. Na época ela passou por diversas situações de ameaças e agressões. Inclusive ela foi acolhida pela casa LAR.

Após a passagem dela pela Casa LAR ambos voltaram a viver no mesmo teto, porém as agressões continuaram e desde então ela pede para que ele saia de casa; quando foi questionada sobre a facada, a mesma alegou que foi em legitima defesa.

Ambos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Guaratuba para que todas as medidas legais fossem tomadas. Ainda, de acordo com informações ela solicitou uma medida protetiva contra o seu tio, enquanto ele prestou queixa de lesão corporal.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo