Política

“Fui atropelado por um trem”, diz Ramos sobre demissão da Casa Civil

Ouça a matéria

O atual ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, disse à colunista do Estadão, Eliane Cantanhêde, que foi avisado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que deixará o cargo, mas afirmou que a demissão o pegou de surpresa.

“Eu não sabia, estou em choque. Fui atropelado por um trem, mas passo bem”, disse o ministro.

O ministro disse que se encontrou com Bolsonaro quando ele voltou ao Palácio do Planalto, depois de ter passado alguns dias internado em São Paulo, mas que o presidente não lhe falou nada sobre essa situação.

Ramos também confirmou que o senador Ciro Nogueira (PP-PI) será o novo chefe da pasta, mas que não foi informado sobre a possibilidade de ser transferido para a Secretaria-Geral da Presidência, hoje chefiada por Onyx Lorenzoni.

O ministro também disse que a razão para sua substituição na Casa Civil é meramente política, que não tem a ver com competência para o cargo.

“Eu estava, aliás, ainda estou muito feliz na Casa Civil e dei o melhor de mim. Tanto que estou recebendo telefonemas de parlamentares de vários partidos, em solidariedade. Se eu estivesse sendo trocado por alguém formado em Oxford, ou Harvard, tudo bem, poderiam dizer que falhei. Mas é por um político aliado do presidente, é assim que funciona”, disse Ramos.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo