Educação

Escolas em aldeias indígenas do Paraná recebem internet

Para ouvir a matéria, clique no play abaixo:

Cinco comunidades indígenas do Paraná, que ainda não tinham acesso à internet nas salas de aula dentro das aldeias, começaram a receber o sinal em setembro.

Tal fato, é fruto da ação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, que aguardava apenas ajustes na energia elétrica para levar a internet até estas salas. A novidade permite que as atividades remotas também aconteçam nestas salas de aula.

A dificuldade, até hoje, era a falta de energia elétrica disponível dentro das comunidades, como explica Paulo Cesar Waltrick, do setor de Tecnologia da Informação da Secretaria de Educação.

A Escola Mbyja Porã, em Guaíra, no Noroeste do Estado, é a primeira das cinco escolas beneficiadas pela novidade. Por lá, a demanda envolvia o ensino da língua Guarani dentro da sala de aula que está localizada na aldeia. “O cacique entrou em contato e pediu a instalação. Lá eles tinham luz, mas sem conexão com a internet para que os professores de Guarani pudessem lecionar dentro da própria comunidade”, diz Waltrick.

CHEGADA DA INTERNET – Entre o início do processo de instalação da internet e a chegada do sinal na aldeia são cerca de 60 dias. Além da Escola Mbyja Porã, que já recebeu o sinal, existem mais três em processo avançado de instalação, com previsão para receber o sinal dentro 60 dias. 

As três escolas indígenas – Emilia Jera Poty, em Morretes; Pindoty, na Ilha da Cotinga; e outra e Kuaray Guatá Porã, em Guaraqueçaba, já possuem energia elétrica e aguardam para receber o sinal de internet. Já a Escola Estadual Indígena Guavirá Poty, em Pontal do Paraná, ainda está em processo inicial para instalação.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar