Internacional

Consequências do 11 de setembro ainda geram debate, após 20 anos

Ouça a matéria

Com o 20º aniversário do atentado ao World Trade Center, que ocorreu em 11 de setembro de 2021, o Museu e Monumento Nacional fará a leitura do nome das vítimas e prosseguirá com seis minutos de silêncio.

Em resposta ao atentado de 2001 o Afeganistão foi invadido e US$2,26 trilhões foram gastos em recursos militares, segundo a Brown University. O motivo inicial da invasão era desmantelar a Al-Quaeda e aprisionar o responsável pelos atentados, Osama Bin Laden. Este grupo extremista era protegido pelo governo do talibã. Após os americanos conquistarem as grandes cidades, uma guerrilha teve início no interior do país, prolongando a estadia dos militares invasores por quase duas décadas.

Em março de 2011, em uma operação complexa dos SEALs, grupo de elite das forças armadas americanas, Osama Bin Laden foi morto. A execução da Operação Lança de Neptuno ocorreu no esconderijo do terrorista localizado em Abbottabad, no Paquistão. Entretanto a estadia dos americanos na região se estenderia até 2021.

Um ano antes da retirada, o então presidente Donald Trump fez uma negociação com o talibã, onde ambas as partes iriam seguir protocolos e procedimentos para uma retirada segura. Coube a Joe Biden liderar a saída das tropas, fazendo o mundo lembrar de uma situação similar envolvendo a potência norte-americana e o Vietnã.

No local das antigas torres gêmeas, foi construído um memorial.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo