Internacional

Casal que recusou vacina morre por complicações da Covid-19 em um intervalo de horas e deixa 7 filhos

Ouça a matéria

Um casal de Detroit, nos Estados Unidos, morreu por complicações da Covid-19, com algumas horas de diferença. Os dois se recusaram a se vacinar contra a doença, mas acabaram internados por conta dela. As informações são do The Detroit News.

Troy e Charletta Green, ambos de 44 anos, eram casados há 22, e tinham sete filhos, com quem planejavam tirar férias em agosto, porém foram impedidos pela doença.

Troy começou a se sentir mal em 13 de agosto, às vésperas da viagem, e decidiu ficar em casa até melhorar, enquanto Charletta foi na frente com os filhos e a irmã, mas também acabou adoecendo na Flórida.

Os dois acabaram precisando de ventiladores mecânicos com o agravamento da doença, ele em 23 de agosto, e ela três dias depois. Ambos sofriam de diabetes e, segundo a irmã de Charletta, ela teve os pulmões muito afetados pela Covid.

Ela foi a primeira a morrer, na segunda-feira (06). Horas depois, na madrugada de terça (07), Troy também não resistiu às complicações e acabou falecendo.

A mãe de Charletta já havia morrido em decorrência da Covid em maio, mas ainda assim o casal demorou para se vacinar e acabou não tendo tempo. Todos os filhos do casal com idade para receber o imunizante, foram vacinados.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo