Segurança

Homem que no passado agrediu bombeiro após ser advertido enquanto se masturbava em praia de Matinhos é morto em confronto policial

Ouça a matéria

O homem que agrediu um bombeiro em uma praia localizada em Matinhos, em 2012, foi morto em confronto policial.

À época, no ano de 2012, de acordo com testemunhas, o homem estava praticando ato obsceno (masturbação) na areia, diante de vários banhistas.

Ao ser abordado pelo bombeiro, após desacatá-lo, agrediu o militar utilizando uma barra de ferro que serve de suporte para guarda-sol, ocasionando várias lesões. O bombeiro teve que ser transportado em caráter de urgência, de helicóptero, ao Hospital Regional de Paranaguá.

Na situação supramencionada, o cidadão foi localizado em uma casa na rua Manoel Ferreira Gomes, área central de Matinhos, onde foi preso e encaminhado à Delegacia da Polícia Civil para as providências cabíveis.

Na madrugada deste domingo (12), o homem, que à época agrediu o bombeiro, foi morto em um confronto policial, após reagir à uma abordagem e agredir dois policiais militares, no bairro Bom Retiro, em Matinhos. O indivíduo passava por uma crise de abstinência, por ser dependente químico e minutos antes do confronto havia agredido a própria mãe. Ele também possuía esquizofrenia.

A ocorrência aconteceu, conforme relata o padrasto, quando o indivíduo pediu dinheiro à mãe. Ela negou e então recebeu ameaças. Em tentativa de conter o homem, a mãe e o padrasto alegaram que iriam até uma farmácia para sacar dinheiro. O disfarce, contudo, foi percebido pelo homem. Ele se retirou e buscou um pedaço de pau na rua. Neste momento, uma viatura da Polícia Militar passava pela área e indagou ao cidadão o que ele faria com aquilo. Os policiais ficaram surpresos quando viram o homem desferir golpes com o pedaço de madeira contra a viatura.

Uma briga se iniciou. O homem foi alvejado na perna, mas continuou resistindo e indo em direção aos agentes de segurança pública, momento em que recebeu um tiro no peito e veio a óbito no local.

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo