Segurança

Bebê é achada viva ao lado da mãe morta em acidente em SC

Ouça a matéria

Uma mulher morreu em um acidente de trânsito no município de Maravilha, no oeste de Santa Catarina, nesta quinta-feira (26). A filha dela também estava no automóvel e sobreviveu ao lado do corpo da mãe por quase um dia, até serem encontradas.

Foto: Ederson Abi/WH/ND

O veículo VW/Gol, com placas de Maravilha, foi localizado no início da manhã desta sexta-feira (27) caído em um córrego no bairro Universitário, a poucos metros do quartel do Corpo de Bombeiros Militar.

Carolina Nadir Weizenmann, de 30 anos, foi encontrada já sem vida no banco do motorista, conforme informações dos bombeiros. Ao lado do corpo dela estava a filha de apenas 2 anos, com um corte na cabeça, escoriações pelo corpo e sinais de hipotermia.  “Quando meu colega chegou ela ergueu os braços para vir com nós”, detalhou o sargento dos bombeiros, Diego Rodrigo Weschenfelder.

A menina foi levada ao Hospital São José, em Maravilha. A unidade de saúde informou que a criança está bem, passou por exames médicos, como tomografia e raio-x, e aguarda o resultado. “Ela está falando,  acompanhada do pai e da avó”, afirmou a comunicação.

Carolina havia deixado o marido no trabalho na manhã de quinta-feira, por volta das 7 horas, e desde então desapareceu com a filha. Buscas por elas foram mobilizadas por familiares e amigos.

Já no início da manhã desta sexta-feira, funcionários de uma universidade próxima ouviram uma notícia do desaparecimento e foram até o quartel dos bombeiros repassar uma informação.

Ontem, alguém da universidade viu um carro descer o barranco ao lado. Hoje de manhã ouviram a notícia do desaparecimento da família e assimilaram que poderia ser elas. Quando foram olhar acharam o carro”,  detalhou o sargento Weschenfelder.

Ainda segundo o sargento, o automóvel saiu da estrada e andou por quase 200 metros em um potreiro antes de cair no córrego. “Ela passou entre duas árvores e não bateu em nenhuma. Seguiu em direção ao rio e lá embaixo tem muitas árvores que poderia ter atingido, mas também não bateu”, comentou o bombeiro.

Segundo o Samu, Carolina tinha histórico de convulsão,  que provoca movimentos desordenados. Geralmente é acompanhada pela perda da consciência. No entanto, as causas ainda serão investigadas pelas polícias Civil e Científica.

Fonte
ND+

Redação Litorânea FM

É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização do autor. A Rádio Litorânea tem o compromisso de levar a informação através de noticias da nossa região com agilidade e fidelidade aos fatos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo